terça-feira, 18 de agosto de 2009

Adaptação à Creche


A adaptação à creche, nem sempre é fácil, pelo que deverá ser um processo antecipado e progressivo de preparação entre os pais, a criança, a educadora e auxiliares. Geralmente, os bebés têm mais facilidade em se adaptar ao que é novo. Assim, quanto mais cedo a criança entrar para a creche, mais fácil será a sua Adaptação.
Nos primeiros dias a criança, tal como os pais, pode sentir alguma dificuldade, o que pode provocar sintomas de mal-estar, tais como: falta de apetite, perturbações de sono e situações de angústia.

Para facilitar a adaptação das crianças à Creche existem diferentes Estratégias:

- Por norma, aconselha-se os pais que nos primeiros dias a criança fiquem poucas horas na creche, isto acontece porque a ansiedade dos pais é grande e reflecte-se nas crianças.
- Se a criança tem um Objecto de Transição (boneco, fralda de pano, etc.) é importante que este a acompanhe para a Creche pois são usados por si como um suporte na conquista da autonomia, uma vez que são uma espécie de substituto materno e permitem à criança organizar-se na ausência das figuras de referência.

Nesta fase inicial da vida de uma criança, principalmente quando vai para a creche, há sempre um adulto na sala com quem a criança irá criar laços afectivos mais fortes. Esta Vinculação vai dar/trazer à criança uma maior segurança, que vai fazer com que esta se sinta protegida e consiga então, transmitir aos pais que está bem, serena e tranquila sempre que vai para a creche. A criança vai criando novos ritmos e aprendendo a fazer da sala o seu espaço.
As actividades e os objectos existentes neste espaço tornam possível a adaptação da criança à creche que passa por um envolvimento dos pais, da educadora e auxiliares, que devem proporcionar à criança um clima de segurança que lhe permitirá ultrapassar as dificuldades da adaptação.
A firmeza dos pais tem um papel extremamente importante nesta hora, pois há que explicar aos filhos com todo o carinho e amor que os vão buscar ao final do dia, porque apesar de gostarem muito deles têm de ir trabalhar. Neste período de ansiedade de separação e angústia a criança pode mostrar relutância em deixar a mãe, rabugenta e difícil de consolar, contudo este comportamento da criança acabara por desaparecer.

Atitudes da Educadora:
- Criação de um clima de segurança afectiva individual e colectiva.
- Atenção individualizada, mas não exclusiva, sobretudo nos momentos quotidianos de: chegadas, despedidas, refeições; compreendendo como momentos de grande importância para a relação individual-afectiva com a criança (tratando de evitar a pressa, agonia, nervosismo, etc.).
- Conhecimento da criança através de: entrevista com ao pais, observação da criança e de suas reacções diante situações quotidianas da escola.
- Convite aos pais para entrarem na sala estando presentes sempre que possam, desta forma, sentir-se-ão mais confiantes pois podem observar e participar nas actividades e rotinas da sala.
- Reunir o máximo de informação sobre os hábitos do bebé.

Fontes:
-
http://www.guiadafamilia.com/guiadospequenos/tema.php?id=10058
- http://www.pombadapaz.org/?no=2020

2 comentários:

  1. Olá!

    Adoramos conhecer o seu blog.
    Achamos que ele tem tudo a ver com os princípios da SmartKids, que é ensinar brincando. Falando nisso, você já conhece a SmartKids? Entre no nosso site www.smartkids.com.br e encontre desenhos para colorir, jogos, passatempos e animações para as crianças. Também contamos com a novidade que é o nosso blog, www.smartkidsblog.blogspot.com/, dedicado para os professores. Adorariamos ter o nosso trabalho divulgado em seu blog através de um dos nosso selos http://www.smartkids.com.br/html/presentes.php

    Um grande abraço da equipe SmartKids!

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde! adorei o seu blog, muito diversificado e com material fantastico. Como estou a terminar mestrado em educação pre escolar, tenho que realizar uma tese em que escolhi o tem a transição do pre escolar para o 1º ciclo - representações e atitudes. será que tem algum material que me possa ceder?
    o meu mail é liliana.oliveira@outlook.com

    desde já um enorme obrigada, Beijos Liliana

    ResponderEliminar